domingo, 1 de janeiro de 2017

Enviando "minha" arte para imprimir em Gráfica!

Quando produzimos em nosso computador de casa a arte para nosso cartão de visitas, receituário, cartaz ou qualquer outro é comum cometermos algumas falhas por desconhecer o processo gráfico, então aqui vão algumas dicas para ajudar e agilizar a produção do seu projeto gráfico.
1) Entre em contato com a gráfica que irá produzir seus impressos e obtenha o máximo de informações, como por exemplo: Qual o software que você poderá usar para produzir sua arte; Qual o tipo de perfil de cores pode ser usado (vamos falar sobre isso nas próximas postagens); Qual o tamanho (formato) que você poderá usar na produção do seu projeto (as gráficas têm formatos padrões que ajudam na produção e no aproveitamento do papel), Qual a resolução ideal de imagens que você poderá utilizar para não comprometer a qualidade final... Provavelmente irão lhe orientar da melhor maneira!


2) Utilização de fontes (tipos de letras) nos projetos gráficos.

Se você quer usar aquela "fonte" bonita no seu projeto, não tem problema, mas lembre-se que nas gráficas podem não ter a mesma fonte que você utilizou, portanto envie a fonte por e-mail, ou transforme a fonte em curvas (vetor), ou grave seu arquivo em uma extensão que automaticamente irá converter ou fixar sua fonte no projeto. obs.: Iremos falar sobre fontes em breve aqui!

3) Formato (tamanho) e área de "sangria".
Esse assunto é muito importante, pois pode comprometer todo seu projeto se você "errar", ou até mesmo inviabiliza a produção. Segue uma pequena imagem sobre a área de sangria:
A linha azul é o tamanho do papel sem o acabamento, já a linha vermelha indica aonde será cortado para que o acabamento do seu projeto fique perfeito. Observe que as letras e o desenho na parte superir estão cortando, isso acontece quando não se respeita a área de sangria. Lembre-se, ao produzir sua arte, determine o tamanho no arquivo "novo" e tudo que colocar de conteúdo, textos ou imagens, mantenha uma distância segura para que não perca informações ou comprometa a estética do seu projeto final.

4) Gráficas normalmente utilizam perfis de cores CMYK, portanto antes de iniciar seu projeto informe-se em como trabalhar nesse padrão, pois muitos softwares têm como padrão o sistema RGB.

5) Se você não tem sua logomarca com qualidade, certifique-se de adquiri-la junto a um profissional do ramo para que não tenha problemas de impressão no resultado final, lembre-se que o visual da sua empresa é tudo para o consumidor e nos pequenos detalhes é que fazemos a diferença.


Ideal para envio de imagem no seu projeto é em 300dpi de resolução, dependendo do tamanho final, pois no caso de impressos em grandes formatos podem ser feitos em 150dpi para não ficarem arquivos enormes e inviáveis de trabalhar.
Quando pegar imagens no google para colocar em seu projeto, filtre as imagens para "grandes" na aba tamanho, isso irá melhorar muito a utilização e resultado final.
Ao utilizar uma foto NUNCA utilize de celular, pega no facebook, instagran, whatsapp ou outro app, utilize uma foto de máquina fotográfica e envie o arquivo da foto direto do cartão de memória.

6) Ao utilizar a cor preta (K = 100%) nos textos, lembre-se de NÃO utilizar mistura nessa cor preta, principalmente com textos pequenos pois podem haver variações nos encaixes de cores. Isso também vale para textos pequenos, abaixo de 9pts, quando queremos utilizar cores com mais de duas composições de cores, tente utilizar preto, branco (no caso de fundo escuro), ou cores como verde (C=100% + Y=100%) ou vermelho (M=100% + Y=100%), evitamos assim falhas de encaixes nas cores que provocam a má visualização dos textos.

7) Dica de Estética: Utilize cores de fundo que sejam destacadas dos textos, ex: fundo preto = textos brancos, amarelo, azul claro..., fundo claro = textos em preto, vermelho, azul escuro... isso principalmente para fontes abaixo de 9pts., você melhora a visibilidade e não compromete a leitura.

8) Saiba que algumas cores como podem sofrer variações no resultado final da impressão, mas algumas são piores e mudam totalmente, dependendo do perfil de cores usado. Lembre-se, a impressão em jato de tinta da sua casa não corresponde ao resultado final do seu projeto, ou até mesmo o que você visualiza no monitor. O profissional do ramo pode lhe orientar sobre quais cores sofrem mais ou menos variações na impressão offset.

9) Ao produzir seu projeto, antes, pense na quantidade que você deseja pois as gráficas orientam sobre quais tipos de impressão devem ser feitas em relação a quantidade x valor. Poucos impressos podem ser produzidos em impressão digital. Sabendo dessa informação também será importante na hora de produzir sua arte, pois muda alguns critérios que só os profissionais podem lhe informar.

8) Se você não tem ideia de como criar, o que fazer, ou como tornar bonito e informativo seu projeto gráfico, procure um profissional do ramo, tenho certeza que assim você agiliza e ganha tempo para administrar outros projetos.

9) Ao enviar seu projeto para a gráfica, leve pessoalmente no pendrive, ou envie por email, ou por algum ftp de nuvem como sendspace, tente evitar levar em celular. Não converta em .jpg ou .png. ou .bmp., entre em contato com a gráfica pois esses formatos não permitem alguns ajustes que devem ser feitos pelos profissionais que irão manipular seu projeto.

Essas são algumas dicas, outras dúvidas podem ocorrer durante o processo... Entre em contato

BOM TRABALHO!